Receba atualizações dos acontecimentos, vivências e experimentações do M.u.d.a.

Buscar
  • Ana Thomaz

Como surgiu M.u.d.a.

Temos nos aprofundado no caminho da meditação da vacuidade e em um dos nossos encontros olhamos para a força que o nome carrega e o quanto nos faz acreditar que algo existe por si só, afinal de contas tem até um nome próprio.


Então decidimos experienciar essa força do nome sabendo que se por um lado gera um campo de criação, por outro é uma contenção que direciona.


Escolhemos fazer essa experimentação com o nome Amalaya - Onde os Milagres Acontecem, um nome que ficou associado a todas as suas vivências e experimentos.

Mudança decidida, precisávamos encontrar um nome para esse novo ciclo que estávamos iniciando nesse mesmo local, porém com um campo muito diferente.


Nico sugeriu o nome MUDA, já que estamos sempre plantando mudas em nossa horta, no pomar, na roça e no nosso reflorestamento constante.

Juntos, fomos construindo e desconstruindo esse nome, até chegarmos a um sigla.


M.u.d.a. - Momentum Ultimo de Atualização


Então surgiu o desenho da grafia e seu logo, criado pela Juli, que escutou nossas histórias sobre mudas, flores de maracujá, movimentos e atualizações.


Nessa era M.u.d.a. estaremos criando processos artísticos para todos que queiram experienciar a vida como obra de arte. Não serão meras oficinas, técnicas ou workshops, mas sim vivências artisticas para que a vida seja a expressão da força criadora de cada um.



Boas vindas ao M.u.d.a. e a todas parceiras e parceiros dessa criação.

56 visualizações