Buscar
  • Ana Thomaz

M.u.d.a. muda!

O nascimento da Vila XI


A potência dinérgica, que cria harmonia, surge de sua capacidade de unir as diferentes partes de um todo, de tal forma que cada uma continua mantendo sua identidade, ao mesmo tempo que se integra a um só todo.

Harmonia dessa proporção vivida no cotidiano gera a vida como obra de arte.


Cultivar a experiência em cada um de nós onde o privado e o publico criam dinâmicas saudáveis e potencializadoras no paradoxo da existência singular que compõe o todo.

Os nós que se criam na relação de tempo e espaço dessa rede chamada vida e que todos pertencemos.


Uma Vila que não se vale de utopias e não crê na distopia, para viver um encontro de pessoas reais que aceitam as estagnações e desequilíbrios como ponto de partida para transmutações. Que não se isolam do mundo mas não se deixam levar pelas ilusões de um sistema vencido.


Desinstitucionalizada das necessidades de controle e garantia, abrimos campo de criação para cada um e todos no aqui e agora.


As regras estão sempre claras, é a percepção que precisa se abrir para encontra-las.


O único combate que vale ser vivido é o combate consigo mesmo, integrando todas as causas de sofrimento.


“O sagrado está no cotidiano…que deve ser encontrado na vida de todos os dias, entre vizinhos, amigos e família, até mesmo no quintal…procurar por milagres em outros lugares é para mim um sinal seguro de ignorância de que TUDO é milagroso.” Abraham H. Maslow


Estamos iniciando a Vila XI em um terreno de 66.000 metros quadrados, na área rural de Piracaia/SP, com varias estruturas em área comum já prontas, como casa de apoio, cozinha, refeitório, banheiros, ampla oca para vivências; com estradas de acesso, eletricidade, agua de poço artesiano, áreas de reflorestamento; e um campo com muitas experimentações já vividas.

Um lugar para pessoas dispostas a experienciar e exercitar a arte de viver a dinâmica entre publico e privado.

Serão 10 núcleos e cada núcleo terá seu espaço para construir sua moradia privada e todos serão proprietários de todas as áreas comuns nesse exercício publico.


O que nos une é a produção de vida, criação e sustentação em um mesmo lugar em comunhão com todas as diferenças que compõe a vida na Terra.

Um limite que nos abre para o ilimitado.


Na escritura o direito a parcela de 6.600 metros quadrados; na vida, o uso fruto comunitário de toda terra com o apoio de uma área extra de mais de 8 alqueires, com acesso a represa, com lugar para plantação, para criação de espaços de convívio para crianças e adolescentes, com estrutura para receber pessoas e vivências.

O custo de cada parcela é de 182 mil reais.


Para aprofundamento entre em contato com Ana e Fabio pelo email vilaonze.piracaia@gmail.com

770 visualizações

Receba atualizações dos acontecimentos, vivências e experimentações do M.u.d.a.